O que eu aprendi com a vida…

6min. de leitura

Aprendi com a vida, que devo ter cuidado, moderação e equilíbrio em tudo o que eu faço.

A vida nos dá lições e nós não paramos para aprender. Nosso dia a dia tem muito mais lições para nos dar do podemos imaginar.



A plantinha que comprei me deu uma importante lição que: não posso regar demais ou esquecer de regá-la, pois posso matá-la das duas formas.

Assim, aprendi que tenho que ter cuidado, moderação e equilíbrio em tudo o que eu faço.

Meus amigos me ensinaram que uma palavra amiga pode mudar o dia ou talvez a vida de alguém e que também não devemos colocar nas outras pessoas as “crenças” que limitam nossa vida.


Com determinadas pessoas, descobri que não preciso mudar para agradar alguém, que não preciso fazer coisas que me façam mal, só para mostrar para os outros.

Aprendi com as formiguinhas do meu condomínio a importância de dar o melhor de si, e compreendi que nem por um minuto elas param de trabalhar.

Aprendi, também, com o passar dos dias a importância do descanso para nossa saúde e bem-estar físico e emocional. Aprendi a não acreditar o senso comum que diz que podemos passar a noite acordados e sentir bem no dia seguinte. Aprendi que uma noite de descanso vale mais que uma noite acordado.

Aprendi que Deus nos fez para sermos felizes, mesmo nesse mundo passageiro.


Aprendi com meu porteiro a importância do elogio, a importância do sorriso.

Aprendi que meus sonhos não são iguais aos de outras pessoas, que as coisas podem fazer sentido para nós e não para os outros. Para uns, faz sentido ter um carro importado; eu já ficaria feliz com uma Kombi azul.

Aprendi com as mulheres que homem gosta mesmo é de cabelo comprido, mas com os meus amigos aprendi que homem gosta de mulher com personalidade, com um bom sorriso e com simpatia.

Aprendi que não preciso usar determinada roupa ou sapato para mostrar quem sou, posso mostrar a partir dos meus gestos e palavras.

Aprendi que não adianta estar linda por fora e me sentir triste por dentro.

Aprendi que na vida é necessário esforço, é necessário movimento.

Aprendi que os verdadeiros amigos se importam com você nos simples gestos, até na hora de escolher algo para comer.

Aprendi que as coisas precisam fazer sentido para nós, e não para os outros, seja como nos alimentamos ou como mantemos nossa rotina diária.

Aprendi que cair faz parte e que levantar-se é sensacional e extremamente necessário.

Aprendi que precisamos valorizar o dom dos outros, precisamos elogiar precisamos olhar com detalhes os outros e ao nosso redor.

Aprendi que podemos ser sábios ou tolos e temos esse dom de escolher.

Aprendi que podemos usar nossa fala para mostrar amor ou demonstrar ódio.

Aprendi que não devemos amar ao próximo somente, como alguns acham, no natal.

Aprendi que devemos ser organizados, senão as coisas podem sair dos trilhos.

Aprendi que as pessoas mais simples podem nos ensinar as mais importantes lições de vida.

Aprendi que é importante pedir perdão, por mais que às vezes isso possa doer, e esse ato demonstra a verdadeira humildade.

Aprendi a olhar para o passado não com um olhar crítico, e sim com um olhar amoroso e perdoador.

Aprendi que mais vale uma boa conversa a sós com uma amiga do que uma festa rodeada de pessoas.

Aprendi que as pessoas podem sentir inveja e eu também posso e está tudo bem.

Aprendi que posso ser imperfeita e ser amada por isso, aliás, todos os que eu amo são imperfeitos e eu os amo de toda forma.

Aprendi que o dinheiro é muito bom, somente se usado com discernimento, é útil, mas não o principal.

Aprendi que posso olhar para os meus erros e mudar.

Aprendi também que todos nós temos um lado bom, é só a gente parar para olhar os detalhes.

Aprendi que não devemos deixar para fazer o que amamos amanhã.

Aprendi que não devemos ter vergonha de mostrar nosso lado infantil.

Aprendi que o dia não precisa ter 48 horas, e, sim podemos utilizar nosso tempo da melhor forma possível.

Aprendi que as pessoas erram e eu também.

Aprendi que é muito mais fácil demonstrar amor às pessoas que estão fora de casa, do que às pessoas que são mais próximas a nós.

Aprendi que alguns amigos podem ser como irmãos e que alguns de sua família podem parecer desconhecidos.

Aprendi que valorizar o que está fora é muito mais fácil do que valorizar quem está próximo a nós.

_______________

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: zamuruev / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.