publicidade

Para passar de ano, estudante filipino precisará plantar 10 árvores

O projeto foi aprovado pela Câmara, em 2019, e já partiu para a ação. A novidade é vista como uma bela oportunidade para estudantes filipinos ajudarem o meio ambiente.



O propósito da lei é combater as temidas mudanças climáticas causadas pelas atividades humanas e cuidar do ecossistema, deixando-o mais verde para a própria geração e, consequentemente, as próximas.

A ajuda virá de estudantes em formação, os quais, além das disciplinas curriculares convencionais, aprendem valores, como respeito ao meio ambiente, medidas sustentáveis para melhorar a vida de todos e educação ambiental.

A Lei do Legado da Graduação para o Meio Ambiente exige que tanto os alunos do ensino fundamental quanto os da faculdade plantem dez árvores para que possam concluir sua formação.

O autor do projeto, Gary Alejano, afirma que a educação é um meio propagador do conhecimento da sustentabilidade, ou seja, usar os recursos naturais de forma equilibrada, garantindo uma cidadania consciente e socialmente responsável.


A República das Filipinas é um país pertencente ao continente asiático, composto por milhares de ilhas. É um lugar paradisíaco e com o turismo sempre em alta. Porém, com o crescimento industrial, a degradação ambiental tornou-se severa. Em todas as ilhas, ocorre o desmatamento, sendo este um problema ambiental primário. Logo atrás vem a agricultura e o desenvolvimento generalizado, diminuindo as áreas florestais. Somados esses fatores, estimou-se que 24,2 milhões de acres de florestas foram derrubados de 1934 a 1988.

Ao longo do século XX, a degradação da área florestal fez com que o território natural diminuísse de 70% para 20%.

A base para o plantio será de espécies indígenas correspondentes ao clima e à topografia da região. A lei estabelece que as árvores deverão estar distribuídas em locais de florestas, áreas protegidas, reservas civis e militares, além da extensão urbana, entre outros. Tudo isso para restabelecer o equilíbrio natural das áreas verdes do território filipino.


Alejano calcula que essa geração será responsável por 525 bilhões de árvores plantadas.

A demanda vem da quantidade de estudantes que se formam no ensino fundamental (aproximadamente 12 milhões), 5 milhões no ensino médio e 500 mil no superior.

O país se destacou como líder regional em educação, no final do século XX. No início do século XXI, já registrava uma das maiores taxas de alfabetização da Ásia. O exemplo continuou, e não é à toa que esse projeto foi fortemente aprovado, fazendo crescer o respeito pela natureza e a importância do seu cuidado.

O que acha dessa lei aqui no Brasil?

Compartilhe suas ideias conosco!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.