Pessoas inspiradoras

“Pintando o céu de rosa”: mulheres se tornam as primeiras a pilotar um Boeing 737 na história!

1 capa Pintando o ceu de rosa mulheres se tornam as primeiras a pilotar um Boeing 737 na historia

A capitã Chipo Matimba e a copilota Elizabeth Petros estavam à frente da aeronave Air Zimbabwe em uma viagem de cerca de uma hora.



Todas as vezes que as mulheres ocupam novos espaços na sociedade, mais portas se abrem para as que vêm depois. É um grande feito poder presenciar a primeira vez que alguém faz algo, seja suas primeiras conquistas, seja gravar seu nome na história!

Pela primeira vez, um Boeing 737 foi pilotado apenas por mulheres, e as responsáveis por esse grande passo foram a pilota Chipo Matimba e a copilota Elizabeth Petros.

Elas voaram com uma aeronave da Air Zimbabwe, da cidade de Harare até as Cataratas de Vitória, na fronteira com a Zâmbia, em uma viagem de cerca de uma hora.


1 2 Pintando o ceu de rosa mulheres se tornam as primeiras a pilotar um Boeing 737 na historia

Direitos autorais: reprodução Facebook/Elizabeth Simbi Petros.

O trajeto, além de ser um sucesso, foi muito comemorado nas redes sociais pelas pilotas, que usaram a hashtag #PaintingTheSkyPink (“pintando o céu de rosa”, em inglês), buscando encorajar outras mulheres a ingressarem na profissão.

Na publicação, Elizabeth escreveu que aquele era o primeiro 737 com uma tripulação na cabine apenas de mulheres, e disse que foi um prazer estar ao lado da capitã Matimba.

A experiência foi muito bem-vista pela sociedade, tanto que saiu em diversos jornais, sites de notícias e também viralizou nas redes sociais. A companhia aérea Air Zimbabwe gostou tanto do resultado, que já anunciou que as duas farão mais voos juntas, acatando o pedido do público em geral e respeitando o feito das duas profissionais.


Segundo reportagem da Forbes África, a capitã Chipo Matimba é filha de um alfaiate e se tornou a primeira mulher a pilotar na Força Aérea do Zimbábue. Há cerca de 26 anos, quando começou sua trajetória nos aviões, a primeira coisa que ouviu foi que se as mulheres fossem feitas para voar, Deus teria pintado o céu de rosa.

1 3 Pintando o ceu de rosa mulheres se tornam as primeiras a pilotar um Boeing 737 na historia

Direitos autorais: reprodução Facebook/Elizabeth Simbi Petros.

Além do preconceito, Matimba perdeu o pai quando tinha apenas 10 anos, o que fez com que sua mãe tivesse que criar sozinha os nove filhos e ainda ajudar sua extensa família.

Ninguém da sua família compreendia a vontade que a sexta de nove irmãos tinha de voar, mas sua mãe acreditou no seu potencial, permitindo que entrasse para a Força Aérea do país.


Hoje em dia, a capitã é graduada na Força Aérea, com todas as honras, e escolheu pilotar comercialmente. Matimba explica que toda vez que os passageiros são informados de que estão voando com uma capitã, fazem questão de ir apertar sua mão ao fim do trajeto.

1 4 Pintando o ceu de rosa mulheres se tornam as primeiras a pilotar um Boeing 737 na historia 1

Direitos autorais: reprodução Instagram/@cap10_cee.

A maior vontade de Matimba é servir de inspiração para todas as pessoas que acreditam que possuem algum tipo de limitação e não podem se tornar pilotas, algo que ela prova todos os dias que não é verdade. A capitã faz questão de repetir aquilo de que seu antigo colega a alertou: toda vez que sobe aos céus, ela o pinta de rosa!

O que achou dessa história?


Compartilhe nas suas redes sociais e comente abaixo!

Homem adota cãozinho abandonado que encontrou durante um passeio de bicicleta. O amor os uniu!

Artigo Anterior

Depois de ver foto do cãozinho “mais triste do abrigo”, casal dirige por mais de 6 horas para adotá-lo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.