publicidade

Você já ouviu falar de gamofobia? conheça a fobia de compromisso e casamento!

Se você nunca ouviu falar de gamofobia, pode até pensar que se trata de brincadeira, mas é uma condição bem real que afeta muitas pessoas ao redor do mundo.

Nós podemos ser ou conhecer pessoas que não desejam se casar, pelos mais diversos motivos: falta de tempo, medo de perder a liberdade, preferência por estar sozinho ou desejo de não se comprometer com alguém.



Todos esses fatores, muitas vezes, são escolhas pessoais e podem mudar com o tempo. Uma pessoa que sofre de gamofobia, no entanto, tem uma realidade completamente diferente quando se trata de compromissos sérios e casamentos.

Conhecendo a gamofobia

O termo gamofobia é derivado do grego gamos, que significa casamento e phobos, que significa medo. A gamofobia é um medo mórbido e irracional de relacionamentos sérios e duradouros, e de casamentos, que afeta homens e mulheres. Aqueles que sofrem dessa condição preferem passar a vida solteiros, bem longe de qualquer um que possa lhe oferecer uma aliança. No entanto, não é apenas o casamento em si que provoca o pavor nas pessoas que lidam com a gamofobia. Como a psicóloga da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Maria de Jesus diz: “Você vai identificar os sintomas do transtorno em várias situações que lembrem o fenômeno, seja com fotos, com os amigos falando, seja com convites de casamento.”


Os motivos que ocasionam a gamofobia

Não existe um único fator que ocasione o surgimento da gamofobia, mas ela pode ser desencadeada por algum evento anterior, como separação dos pais, por exemplo. Essa é uma experiência que pode ser traumatizante, especialmente, se envolveu traição e/ou violência física ou psicológica. Outros gatilhos são um relacionamento romântico traumático e até mesmo más experiências com casais de filmes. Para alguns, um filme que retrata casais com problemas é apenas mais uma forma de arte, mas para outros pode ser um grande trauma. Fatores como genética, ansiedade e tensão também podem ocasionar a condição.


Somos pessoas únicas, que reagem a experiências também de forma única. Essas experiências, isoladas ou combinadas, podem nos fazer sofrer ao ponto de passarmos a acreditar que o compromisso é algo que não vale a pena e deve ser temido.


Sintomas da gamofobia

As pessoas que apresentam a gamofobia sentem vários sintomas psicológicos e físicos quando confrontadas com uma conversa ou situação que envolva casamento ou compromisso sério.

Alguns sintomas físicos são:


  • Palpitação
  • Náusea
  • Sensação de sufocamento
  • Choro
  • Tremor
  • Aumento da frequência cardíaca
  • Dor no peito, tonturas, desmaios
  • Sudorese, falta de ar
  • Sensação de morte

Os sintomas psicológicos compreendem:

  • Terror e desespero ao pensar ou vivenciar situações de casamento.
  • Afastamento de pessoas ou situações que podem desencadear conversas sobre casamentos e relacionamentos.
  • Compreensão da irracionalidade do medo, mas incapacidade de mudá-lo.
  • Ansiedade enraizada em seu ser, o que afeta a qualidade de vida.
  • Pensamentos e sensações negativas frequentes.
  • Medo do descontrole ou loucura.

Como tratar a gamofobia

Assim como com outras fobias, para a cura da gamofobia é necessário tratamento, que pode acontecer de diversas formas. O apoio da família e amigos é fundamental para ajudar a pessoa a superar seus medos e se sentir amparada.

A psicoterapia é uma boa maneira de começar o tratamento, falar sobre seus medos e outros problemas de confiança, para identificar a origem do problema e trabalhar a questão. A hipnoterapia também pode identificar as origens da fobia e ajudar a reaprender a lidar com questões de casamento e compromissos. Em casos mais extremos, quando a pessoa apresenta ansiedade extremamente elevada e se isola, a medicação pode ser indicada pelo psiquiatra, para lidar com os níveis de ansiedade.

Para aqueles que sofrem de gamofobia e estão em relacionamentos, é ideal procurar formas de lidar com a condição e contar com o apoio do parceiro durante essa etapa. Por mais que fobias sejam complicadas e descontroladas quando não há tratamento, com uma gestão certa da condição, é possível superar essa barreira e ser mais feliz em seus relacionamentos e vida no geral.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.