5 razões para não ter filhos antes dos 35 anos

Um filho não tem volta. É uma responsabilidade em tempo integral. Apesar de ser um amor descomunal, cerceia nossa liberdade para sempre. Por isso, é preciso estar bem preparado para se ter um.

Não tenha filhos antes dos 35 anos. Veja aqui 5 razões para isso.

Sabemos que todo filho nasce completamente dependente dos pais. Para alimentar-se e locomover-se. Um bebê também não é capaz de falar e expressar suas ideias e vontades, o que exige dedicação total dos pais. E não há alternativa. Ninguém vai por um ser no mundo para deixá-lo ao relento.

Por isso escolher ter filho é uma decisão que deve ser muito bem pensada. Por isso, leve em conta esses 5 fatores:

1. Estabilidade profissional

Misturar carreira com bebês recém-nascidos vai prejudicar um ou outro. Não podemos esquecer do nosso emprego para cuidar de um filho nem mergulhar no trabalho com um filho em casa demandando tempo, afeto e atenção. Fora as consultas médicas e acidentes escolares em meio ao expediente dos pais. Forme-se, dedique-se à sua profissão, galgue os degraus que deseja e, então, seja um bom pai ou mãe.


2. Estabilidade financeira

Ter filho é caro. Escola, plano de saúde. Brinquedos, festa de aniversário. Então, para quê se enrolar em questões financeiras, se pode esperar mais alguns anos para planejar um filho? Prepare seu bolso, pague todas as suas contas e faça uma reserva para proporcionar o melhor para sua família.


3. Maturidade

Ter um filho aos 20 ou aos 35 anos tem muita diferença. Quanto mais vivências, mas aumentamos a nossa bagagem de conhecimento sobre a vida e sobre como lidar com ou outros. Ter um filho depois dos 35 ameniza as inseguranças, potencializa a tranquilidade e nos ajuda a criar seres humanos muito mais bem preparados para a vida e com muito mais capacidade de agregar bons valores à sociedade. Quanto mais velhos mais maduros estamos para sermos pais.


4. Viaje!

Se criar um filho é padecer no paraíso, que tal conhecer esse paraíso antes? Pense bem, o valor de uma creche nas capitais brasileiras não sai por menos de mil reais por mês. Junte isso por um ano e terá uma viagem incrível nas suas férias Quem sabe até possa morar uma temporada fora e permitir-se passar os perrengues de uma aventura que será lembrada para sempre. São milhares de destinos encantadores à sua espera. Viajar enriquece a alma e mostra como o mundo é grande e culturalmente diferente. E isso nos prepara melhor para sermos pais.


5. Liberdade de escolha

Quando nos tornamos pais, passamos a viver em função dos filhos, até que eles se tornem independentes. Nosso dinheiro, nosso tempo, compromissos. Um emprego deixa de ser escolha e vira compromisso independente da vontade. A responsabilidade sobre o casamento também é maior quando se tem uma criança envolvida. Um filho cria raízes. A tendência é manter a vida do jeito que está e fazer a maioria das escolhas em função dos filhos.

Se um filho não vier, tudo bem. A vida é repleta de possibilidades. Se vier antes também não faz a menor diferença, pois quando você pega o seu bebê no colo e ele sorri olhando em seus olhos, não há liberdade que valha mais a pena. O amor transbordando do seu coração é o bem mais libertador que existe!

Por isso, tenha um filho na idade que você desejar. É uma decisão, particular e íntima, sua. Mas, se puder escolher, seja feliz primeiro, então será o momento perfeito para seu filho se juntar à sua vida.

Porque preparar um ambiente alegre e seguro para trazer uma criança ao mundo é muito mais do que conveniência. É amar seu filho incondicionalmente, antes mesmo dele nascer.


Direitos autorais da imagem de capa: Xavier Mouton Photographie / Unsplash



Deixe seu comentário