Como conciliar a carreira profissional com a maternidade?



Segundo estudos, as mulheres investem na carreira, incrementam a renda familiar e são exigentes. No entanto, têm a missão de decidir sobre o que priorizar em suas vidas: carreira e estudos ou cuidados dos filhos e da casa.

Resolvi escrever este texto após o desabafo de uma amiga que se sente muito culpada por trabalhar demais durante a semana e acha que falta tempo para o filho. Embora o busque na escola todos os dias, faça a janta, conte histórias para ele dormir e todas as quartas-feiras, almocem juntos.

Eu me questiono se as mulheres modernas não se culpam demais… Será que não estão puxando para si toda a responsabilidade da educação, cuidado dos filhos e deixando de compartilhar com o seu companheiro essa responsabilidade?

Será que as mães de 30 – 40 anos atrás, muitas vezes donas de casa, sentavam no chão para brincar com os filhos? Contavam histórias para eles dormirem?

As mulheres modernas acabaram recebendo o rótulo de “multitarefas” devido as transformações no seu comportamento, com atividades cotidianas onde se desdobram em inúmeras ações nas suas esferas profissional, pessoal e familiar. Foram acumulando tarefas ao longo do tempo.

Segundo Estudos, as mulheres investem na carreira, incrementam a renda familiar e são exigentes. No entanto, têm a missão de decidir sobre o que priorizar em suas vidas: carreira e estudos ou cuidados dos filhos e da casa.

Fazem o possível para conciliar as diferentes atividades e reservam tempo para os filhos e por isso tentam aproveitar a conveniência de produtos e serviços para conseguirem ficar mais tempo com eles.

Vejo mulheres mais preocupadas com a qualidade do tempo ao lado de seus filhos, mas, mesmo assim, ainda se sentem muito culpadas por mudarem esse paradigma de donas de casa em tempo integral.

Onde ficam os homens neste contexto?

Muitas de nós temos a referência de pai que trabalha fora e chega em casa cansado, não cumprindo com a tarefa de cuidar dos filhos, deixando esta tarefa a cargo da mãe. Escuto muitas mães modernas dizendo que não podem se queixar de seus maridos, pois AJUDAM a dar banho no bebê, trocam fraldas e colocam o filho para arrotar após as mamadas. Embora tenhamos como referência pais que não se responsabilizavam pelos cuidados dos filhos e mulheres com dificuldade de compartilhar as tarefas da educação e cuidado, precisamos entender que os tempos mudaram e que pai e mãe têm responsabilidades compartilhadas em relação ao filho.

Como o pai criará vínculos fortes com o filho se não participa ativamente nos cuidados?

Mulheres, os homens estão dando tímidos passos para se distanciar do clássico machismo e temos o papel de incentivá-los a participar e a se responsabilizar pelos cuidados e educação das crianças.

Homens, as mulheres modernas querem dividir com seus companheiros a educação dos filhos, as contas para pagar, precisam discutir a relação e esperam que os pais tenham a iniciativa de atender seu filho sem que elas peçam.

Segundo o saudoso psiquiatra Içami Tiba, um pai acomodado, além de não ser um bom exemplo, estimula o filho a explorar a mãe, ficando a imagem de pai bonzinho e mãe rabugenta. Mas na realidade o pai é negligente e a mãe é obrigada a cobrar obrigações de todos.

Mães modernas, aí vão algumas dicas para dar conta das suas multitarefas sem abrir mão da maternidade:

–  A arte de ser mãe e pai é desenvolver seu filho para serem cidadãos independentes, sendo assim, não se sinta culpada por trabalhar, escolha escolas e profissionais para cuidarem de seus filhos e na hora em que estiver fora, terá alguém tomando conta deles.

– Planejar o retorno ao trabalho adaptando a criança na creche ou com a cuidadora, um mês antes do final da licença maternidade.

– Muito importante conversar com o companheiro e com os filhos e estabelecer combinações, acordos e construir uma relação de confiança.



– Em caso de não ter o companheiro, peça auxílio para sua mãe, irmã, alguém em que você confie, você precisará ter alguém para dar o suporte enquanto trabalha e não se sinta culpada por isso.

– Ter em mente que em cada fase do desenvolvimento infantil, a criança terá necessidades diferentes. Por exemplo, a partir do nascimento até seis meses, a necessidade é de colo, contato físico, amamentação em livre demanda. Nesta fase o sling ( aquele carregador de bebê ) é ótimo, pois estará juntinho do filho, interagindo e dando carinho;

– Brincar com a criança e conversar é atividade fundamental para o seu desenvolvimento. Tenha momentos do dia para se dedicar a estar junto dela e no final de semana aproveitem para fazer atividades ao ar livre.

– Lembre-se de que a criança não sabe o valor financeiro dos brinquedos. Muitas vezes, você compra um brinquedo caro e a criança brinca mais com a caixa do que com o mesmo, pois o mais importante é brincar junto com a criança, use a criatividade e permita-se brincar.

– Ter a rotina de acompanhar os estudos do filho em casa, sentar à mesa para realizar as refeições e neste momento aproveitar para conversar; tecnologia é ótima para termos facilidades como aplicativos para compras no supermercado, agenda eletrônica, veja se tem algum aplicativo que ajude a liberar tempo em sua agenda.

– Organize-se para ter qualidade no tempo que dedica à família.

– No final do dia, finais de semana, feriados e férias, desligue o celular para dedicar-se integralmente à família.

– Crianças precisam de rotinas, como alimentação, banho, sono, cuidado. Cuide para não modificar com frequência o dia a dia delas, pois as deixam estressadas e ansiosas.

– Tenha um momento para você fazer o que gosta como: ir à academia, namorar, sair com amigas, você vai retornar com mais disposição para sua rotina.

– O seu filho deve saber o quanto você é feliz e realizada na sua profissão e isso servirá de inspiração futuramente.

Seres perfeitos não existem, você se dedicou para ter sucesso profissional e recebeu a dádiva mais linda da vida da mulher que é ser mãe.

Muitas mulheres referem que a maternidade é uma transformação e um aprendizado constante. Jogue-se  nessa relação. Aproveite essa conexão maravilhosa. Viva intensamente esse presente de Deus.

Você merece tudo: filhos felizes e realização profissional.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para os site O Segredo: iakovenko / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.