publicidade

Esgrimista brasileiro de 11 anos mostrou que não existe idade para se ter caráter!

Guilherme Murray tem 12 anos e está disputando o Campeonato Panamericano de Esgrima pelo Brasil, em Aruba, no Caribe, numa categoria, espada, dois anos acima de sua idade.



Hoje ele foi eliminado nas oitavas de final.

Perdeu de 10 a 9.

Mas só porque quis.


Ele ganharia o jogo.

O árbitro deu o toque em favor dele.

O Guiga foi ao árbitro e disse que havia um engano, que ele não havia tocado o adversário.


O árbitro tirou-lhe o ponto.

O menino deixou as pessoas impressionadas com seu espírito olímpico.

Um garoto, no meio dos grandes , que poderia estar entre os oito melhores da América, vai ao árbitro, comunica o erro e é eliminado da prova por sua atitude, ao recusar um ponto que não era dele.

Também fruto dos ensinamentos de ética no esporte que os Mestres Régis Trois, Ricardo Ferazzi e Carla Evangelisti professam na sala de esgrima do Club Athletico Paulistano.

Antes de formarem atletas, se preocupam em formar pessoas de caráter.

Hoje Guilherme Murray, campeão brasileiro, sul-americano, e de tantos outros torneios nacionais e internacionais, saiu de Aruba mais campeão do que nunca.

Texto publicado no blog do Juca. – Via: Razões para Acreditar

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.