Médico reforma posto de saúde com recursos próprios para tratar pacientes em Nova Iguaçu (RJ)

Medicina é um compromisso com as vidas de outras pessoas, e um médico de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro mostrou que o cuidado com as pessoas é mais do que sua profissão, mas sua missão de vida!

O neuropediatra Newman Nigro trabalha no Centro Especializado de Saúde Paul Harris, na Posse, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, estava enfrentando dificuldades para conseguir atender os seus pacientes.

O centro de atendimento precisava de uma reforma para que os pacientes fossem acomodados em condições melhores. Grande parte desses pacientes eram bebês, crianças e idosos que esperavam atendimento por horas em calor de cerca de 43 graus.

“Comentamos sobre a necessidade de fazer uma obra aqui, mas a prefeitura não tinha condições. São 57 unidades. Temos boa relação com o secretário e o prefeito, tanto que a luminária que tiramos daqui foi para outra unidade”, diz Newman.

No entanto, o médico não desistiu. Ele sabia que seus pacientes precisavam de uma mudança e decidiu fazer algo a respeito.

Foi assim que resolveu reformar a unidade hospitalar por conta própria, gastando cerca de R$ 4 mil de seu bolso para rebaixar o teto do forro PVC, fazer um isolamento térmico com isopor, comprar novas luminárias para a área de recepção, além da luminária. Entre os próximos investimentos estão 3 ventiladores para a unidade, também do bolso de Newman.

Os funcionários da unidade sabem o quanto o médico é dedicado ao trabalho e por isso fazem o possível para ajudar. Fábio Moraes, clínico que trabalha no posto, doou R$ 1 mil para ajudar com as despesas.

médico reforma posto2

A mudança foi recebida com gratidão pelos pacientes:

 “A recepção ficava muito quente e isso deixava as crianças mais agitadas,” contou a artesã Maria José Duque, de 52 anos, que levou os netos Miguel e Sammuel para atendimento com Newman.

Outra paciente, Marilene Nascimento, de 54 anos, é só elogios para Newman: “Como ótimo médico que é, não pensou só nele, e, sim, nos pacientes.”

Newman trabalha no posto há 20 anos e é o diretor-geral da unidade, por isso sente uma relação de proximidade com os pacientes e obrigação com eles. Essa não foi a primeira vez que ele bancou alguma melhora para o posto, além de já ter impedido os funcionários de entrarem em greve pagando o salário de todos eles em rodízio enquanto a prefeitura estava se organizando.

“Fomos a única unidade que não entrou em greve. Fizemos um rodízio. Cada dia da semana, um grupo vinha trabalhar. Dava uma parte do salário dos técnicos e dos funcionários do administrativo e uma ajuda de custo para transporte e alimentação”.

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Iguaçu escreveu um comunicado sobre a situação:

“Devido à falta de atualização nos repasses federais para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), grande parte dos recursos da Secretaria de Saúde são destinados para manter a unidade sempre de portas abertas. Dos R$ 19 milhões gastos mensalmente no HGNI, R$ 8.5 milhões saem dos cofres municipais. Apesar destas dificuldades, a prefeitura vem buscando investir em melhorias nas unidades básicas de saúde. Uma licitação está em andamento para obras de reparos em 13 das 57 unidades básicas de saúde”.

Felizmente, a população pode contar com esse incrível profissional, que vai além da sua obrigação e mostra que almas boas existem sim!

médico reforma posto3

Compartilhe essa atitude incrível com seus amigos nas redes sociais e ajude a espalhar a bondade!


 

Direitos autorais das imagens utilizadas no texto: Cléber Júnior / Agência O Globo

 



Deixe seu comentário