4min. de leitura

Os traumas que você viveu não são sua culpa, mas curar-se deles é uma responsabilidade que só você pode assumir

Seu trauma não é sua culpa, mas curar-se é sua responsabilidade.


O que aconteceu com você não foi sua culpa, todas as dores que você sentiu e a desesperança que habitou seu coração por algum tempo não foram algo que você pediu para receber ou mereceu de alguma maneira.

O que você passou não foi certo nem justo, você apenas estava no caminho de outra pessoa que travava uma batalha consigo mesma e acabou sendo atingido com muita força e intensidade, mas nada é sua culpa, não poderia ter feito nada diferente.

E, assim como você, todos estamos feridos, traumatizados pela vida, pelos mais diversos motivos.


Não importa a fonte, todos nós enfrentamos batalhas difíceis, nas quais, na maioria das vezes, não escolhemos lutar.

No entanto, ainda que não sejamos o causador de nossas maiores dores, não podemos nos esquecer de que é nossa responsabilidade buscar uma cura, uma maneira de viver bem. Ninguém vai abrir mão da própria vida para se dedicar a nos curar, somos nós que precisamos fazer isso para que não deixemos de viver e aproveitar as coisas boas da vida.

Devemos nos responsabilizar por nossa cura, porque a dor que não amenizamos acaba sendo passada para todos ao nosso redor, e não queremos perder pessoas que amamos por conta disso. Não queremos limitar a nossa felicidade e sucesso por conta de algo que outras pessoas causaram a nós.

A cura é nossa responsabilidade, porque, se queremos que nossa vida seja diferente, não podemos esperar que outras pessoas ajam, precisamos agir por nós mesmos, para não nos tornarmos dependentes.


A cura é nossa responsabilidade, porque só nós temos o poder de curar a nós mesmos, ainda que pensemos o contrário.

A cura é nossa responsabilidade, porque muitas vezes, é através do confronto pessoal e interior que aprendemos as maiores lições da vida e somos capazes de encontrar o caminho certo a seguir.

A cura é nossa responsabilidade, porque, através dela, nós nos tornamos novas pessoas, mais resilientes, sábias e felizes. Quando nos curamos, nós nos aproximamos das pessoas que realmente queremos ser. Somos capazes de realizar mudanças em todas as esferas e deixamos de ser prisioneiros para nos tornar os verdadeiros escritores de nossa história. Quando nos curamos, nós nos tornamos capazes e alcançamos alturas que jamais imaginamos serem possíveis.

Não devemos esperar que aqueles que nos magoaram aliviem nossas dores, porque isso raramente acontecerá.

Em vez disso, devemos compreender que estamos diante de nova oportunidade, uma chance de construir nova vida para nós mesmos.

Todos nós somos magoados em algum momento, e não podemos fazer nada para prevenir isso, mas é a forma como encaramos as situações e quem nos tornamos a partir delas que determinam se um trauma nos destrói ou dá início à melhor fase de nossa vida.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: Iulia Goganau/Pexels.

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.