Síndrome de sabe-tudo: pessoas dominadas pelo ego que não conseguem evoluir

As pessoas que sofrem da síndrome de sabe-tudo possuem um sério problema: nessa tentativa persistente de se mostrarem superiores, elas apenas mostram que sofrem de uma séria insegurança sobre si mesmas.

O conhecimento pode nos levar muito longe na vida, mas a forma como lidamos com ele é o que mostra quem realmente somos. Algumas pessoas são humildes com sua sabedoria, e ao invés de causar constrangimento naqueles que são menos instruídos, agem com altruísmo, contribuindo para que possam expandir seus conhecimentos. No entanto, na outra mão existem as pessoas com a síndrome de “sabe-tudo”, que são extremamente arrogantes, e se consideram superiores às pessoas ao seu redor, tratando-os como inferiores.

Essa questão foi estudada por profissionais da saúde. Psicólogos da Universidade de Michigan se dedicaram a analisar o comportamento dos sabe-tudo para compreender se eles realmente possuem mais conhecimento do que as outras pessoas, e se esse comportamento de superioridade pode ser uma ferramenta que os ajuda a encontrar novas maneiras de impulsionar seu processo de aprendizagem e, consequentemente, desenvolver seu intelecto.

Em suas análises, os pesquisadores descobriram que nem sempre essa arrogância decorre do conhecimento, e que mesmo quando não tinham conhecimento sobre algo, algumas pessoas afirmavam saber mais do que outras e apresentavam informações que apoiavam seu conhecimento limitado, ignorando os fatos que mostravam aquilo que não sabiam.

Quanto menor o nosso conhecimento, maior é o nosso apego às nossas crenças

Durante a pesquisa, os participantes preencheram questionários para testar seus conhecimentos sobre política. No entanto, os psicólogos colocaram algumas pegadinhas, como termos inexistentes. As pessoas inteligentes foram as que mais selecionaram termos falsos, e, ainda assim, insistiam que realmente os conheciam. Já as pessoas com um nível inferior de instrução, além de demonstrarem um conhecimento mais sólido, também eram mais humildes, nunca se colocando com as donas da verdade.

Outra etapa consistiu em colocar os participantes para lerem dois artigos, um grupo leu um artigo sobre um tema controverso, porém que concordava com o seu ponto de vista, já o outro leu com uma visão oposta à sua.

Por teoria, as pessoas inteligentes, quando se deparam com algo que difere de sua visão, analisam todas as informações, refletem e estabelecem um pensamento crítico sobre aquilo. Entretanto, o que os psicólogos descobriram foi que os sabe-tudo apenas davam atenção para o que confirmava suas crenças, e ignoravam aquilo que as desafia ou contradizia.

Essas pessoas que acreditam saber de tudo, em sua maioria, apenas se isolam naquilo que já sabem, naquilo que consideram como a única verdade, e se fecham para as outras visões da vida e das oportunidades que se apresentam com elas.


Uma pessoa madura reconhece quando está errada, e procura mudar

Assim como os sabe-tudo, em alguns momentos nós também tendemos a fechar os olhos para aquilo que não condiz com as nossas opiniões, e fazemos isso porque gostamos de validar nossos pensamentos, gostamos de estar certos, principalmente quando se trata de opiniões que sustentamos desde muito cedo.

Entretanto, precisamos manter em mente que, ainda que desejemos estar certos, precisamos estar abertos à novas opiniões e visões de mundo e, reconhecendo nossos erros e aproveitando todas as oportunidades de aprendizado e crescimento que eles proporcionam.

O sabe-tudo possuem um sério problema, nessa tentativa persistente de se mostrarem superiores, eles apenas mostram que sofrem de uma séria insegurança sobre si mesmos.

Nós precisamos desenvolver uma maturidade saudável, que nos permita reconhecer nossos erros e mudar nossas crenças, sem nos preocupar em parecer melhor do que os que estão ao nosso redor.

Os sabe-tudo podem mudar sua realidade e entrar em caminhos mais positivos de vida quebrando esse padrão tóxico de comportamento. Não é fácil no começo, mudar comportamentos e pensamentos que nos acompanham há tempos, é um grande desafio, mas também não é impossível. Tudo depende de vontade e ação.

Você conhece algum sabe-tudo? Como é seu relacionamento com ele? Comente abaixo!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: kues / 123RF Imagens



Deixe seu comentário