4min. de leitura

Você dorme pouco? Seu cérebro está seriamente prejudicado por isso, de acordo com estudo

Nossa geração não dá o devido valor ao sono. Dormimos cada vez menos e, o pior, os muitos estímulos tecnológicos que temos, aliados a preocupações e estresse do dia a dia estão no topo dos gatilhos desse hábito não saudável, que prejudica nossa saúde e, em especial, nossos cérebros.

Um estudo realizado por neurocientistas do Instituto Cérebro e Mente da Western University trouxe um dado alarmante sobre os impactos de uma má rotina de sono. Eles descobriram que a falta de descanso pode envelhecer nossos cérebros mais rapidamente e até mesmo afetar na qualidade de seu desempenho, podendo ocasionar demência.


O experimento foi realizado com a participação de cerca de 40.000 pessoas em todo o mundo, que responderam a questionários online detalhados sobre suas vidas, com questões sobre idade, consumo de medicamentos, local onde viviam e até mesmo educação que haviam recebido, além de atividades de desempenho cognitivo.

“Nós realmente queríamos capturar os hábitos de sono das pessoas em todo o mundo. Obviamente, há muitos estudos menores sobre o sono de pessoas em laboratórios, mas nós queríamos descobrir como é o sono no mundo real”, contou Adrian Owen, pesquisador de neurociência cognitiva e imagem pela Western.

Os resultados da pesquisa mostraram informações surpreendentes, inclusive que a maioria dos participantes que dormiam quatro horas ou menos desempenhavam alguns comportamentos de pessoas cerca de quase nove anos mais velhas.


Também revelaram que todos nós precisamos de cerca de sete a oito horas de sono todas as noites para que nosso desempenho cognitivo seja realmente bom, e isso independente de idade.

As principais habilidades que foram afetadas pela falta de sono foram aquelas relacionadas ao raciocínio e funções verbais.

“Descobrimos que a quantidade ideal de sono para manter o cérebro com o melhor desempenho é de 7 a 8 horas todas as noites e isso corresponde ao que os médicos dirão que você precisa para manter seu corpo em boa forma”, diz Conor. Wild, pesquisador de laboratório e principal autor do estudo.


“Também descobrimos que as pessoas que dormiam mais do que esta quantidade eram igualmente prejudicadas, como as que dormiam muito pouco”, concluiu.

A descoberta dos prejuízos para o cérebro causados pela falta de sono adequado são sérias e estimulam o trabalho da ciência sobre tratamentos para lidar com condições como a demência. No entanto, também servem como um alerta para nós! Precisamos urgentemente, pelo bem de nossa saúde, colocar o descanso como prioridade em nossas rotinas ou em pouco tempo viveremos com a função cerebral seriamente prejudicada, mesmo muito jovens.

Pensando em tudo isso, é fundamental buscar maneiras de ter um melhor sono todas as noites.

  • Dicas gerais de como facilitar a rotina de sono são muito bem-vindas;
  • Alguns truques com o nosso próprio corpo também pode tornar o processo mais rápido e eficaz;
  • Exercícios também são grandes aliados para um descanso completo;
  • E até mesmo as orações podem ajudar!

Esperamos que essas dicas o ajudem a dormir melhor!

Adote essas atitudes como prioridades no seu dia e seu cérebro se manterá saudável por mais muito tempo!

Se tiver mais alguma dica para um bom sono, comente abaixo, e não se esqueça de compartilhar o texto em suas redes sociais!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens/Katarzyna Białasiewicz.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.