O que é guia espiritual? entenda a diferença entre mentor, anjo e mestre

Você sabe o que é guia espiritual? Em meio à corrida rotina de trabalho que a maioria tem, muitas vezes nos esquecemos de cuidar da nossa espiritualidade. Sabe aquela sensação de fazer demais e “não conseguir sair do lugar”? Pois bem! Ela pode ser originária da ausência de uma espiritualidade mais ativa e madura.



Outras vezes, durante nossas atividades cotidianas, somos tomados por um vazio que não entendemos ao certo de onde vem. Nessas horas, devemos nos manter firmes. Pode ser que o nosso guia espiritual esteja, de alguma forma, desejando entrar em contato conosco, mas não conseguimos ouvi-lo, pois estamos focados demais em nosso próprio “eu”.

Se você deseja saber mais sobre a questão de espiritualidade e entender melhor quem é o seu guia espiritual e os outros seres de luz que mediam suas relações com o plano superior, continue lendo! Preparamos, abaixo, um post especial sobre o assunto! Vamos lá?

Afinal, o que é guia espiritual?

Guias espirituais são espíritos que têm como principal objetivo proteger a nossa vida. É como se eles fizessem parte da nossa família no plano espiritual. Normalmente, trata-se de pessoas que, de fato, pertenceram à nossa família na vida terrena e já desencarnaram. Como a ligação de afeto e carinho, muitas vezes, não cessa com a passagem, o desejo de proteger os seus entes queridos faz com que eles estejam presentes em espírito.


De um modo geral, costumam ficar ainda mais próximos nos momentos mais difíceis de nossas vidas, como quando sofremos alguma perda ou nos encontramos vulneráveis a alguma espécie de perigo. E o quanto sentimos essa presença varia de acordo com o grau de sensibilidade de cada um: ela pode se dar por meio de sonhos, visões ou, até mesmo sensações de calor que nos acometem de repente.


Como descobrir o nome do seu guia espiritual?

Um dos meios mais eficazes para descobrir quem é o seu guia espiritual é por meio da meditação. Ela nos permite elevar a consciência a um nível mais próximo do plano superior e, dessa forma, fica mais fácil captar as vibrações que vêm de lá. Entretanto, ela precisa ser praticada em um lugar onde realmente não haja ruídos e nem interrupções por agentes externos.

A postura e a respiração requeridas para a prática também precisam ser respeitadas. Em seguida, basta concentrar-se em um grande feixe de luz branca que emana do universo e fazer a ele perguntas, como se estivesse conversando com o seu guia espiritual. Nessa conversa, você pode perguntar o nome dele.


Entretanto, é importante lembrar que nem todos os espíritos se apresentam pelo seu nome real. Muitas vezes, nem mesmo a assinatura de uma mensagem captada por um médium condiz com o verdadeiro nome do guia em questão. Mas isso é o que menos importa: mantenha seu foco no fato que ele está aí, ao seu lado, sempre disposto a ajudá-lo e protegê-lo.


Como manter o contato com ele?

Uma vez que você conseguiu concentrar-se e fazer um primeiro contato com seu guia espiritual, cria-se, entre vocês, um canal de comunicação mais direto e aberto. Muitas pessoas acreditam que é necessário ser médium para conseguir tal feito, mas devemos lembrar que existem diversos graus de mediunidade. E todos nós somos, de alguma forma, capazes de captar mensagens superiores.

Acontece que muitos indivíduos se queixam de não conseguirem contato com seus guias espirituais, mas aí fica a pergunta: “será que estão realmente dispostos e preparados para isso?”. Sim, porque para manter contato com seres de luz, como guias espirituais, é necessário estar com a alma e os pensamentos “limpos”  e elevados.

É por isso que podemos dizer que os primeiros passos consistem em acalmar a mente, libertar-se dos sentimentos negativos e reservar um tempo diário para meditação e oração. Ser grato ao universo por tudo o que se tem também é fundamental para o progresso. 

Um grande erro cometido por alguns, nessa fase, é o do egoísmo. Desejar o contato com o seu guia espiritual apenas para benefício próprio não é o melhor caminho: você precisa estar disposto a receber orientações superiores em nome de um bem maior.


Qual a diferença entre mentor espiritual, mestre e anjo da guarda?

Algumas pessoas costumam ficam confusas e acreditam que guia espiritual é o mesmo que mentor ou mestre. Outras, ainda, pensam que o seu guia é, na verdade, o seu anjo da guarda. Entretanto, embora todos esses espíritos possam ser classificados como “seres de luz”, cada um tem suas características e funções específicas, acompanhe!


Mentor espiritual

O mentor espiritual é um espírito que, embora ainda precise evoluir, já atingiu um nível de elevação superior à nossa. Por essa razão, está sempre perto da humanidade, disposto a ajudar na evolução espiritual das pessoas. Ele desempenha um papel semelhante ao de um orientador, apoiando o trabalho dos médicos nos hospitais e auxiliando, especialmente, na vida profissional das pessoas. Todos nós temos os nossos mentores!


Mestre

O mestre é um espírito que já alcançou o grau máximo e evolução e, portanto, não precisa mais reencarnar. Normalmente, ele vive em planos superiores, mas pode ser contatado durante alguns rituais — e, assim como os demais, também está sempre disposto a ajudar, quando solicitado.


Anjo da guarda

anjo da guarda também é um espírito ao qual foi incutida a missão de proteger o ser encarnado ao qual se dedicam. Ele acompanha essa pessoa desde o nascimento até o desencarne, ajudando-a a cumprir suas provas terrenas rumo à evolução espiritual. Além do mais, a relação com o anjo da guarda deve ser alimentada diariamente com preces e orações.


A que religião recorrer para encontrar seu guia espiritual?

Uma dúvida muito comum é quanto à relação do guia espiritual com a religiosidade, já que muitas pessoas questionam a qual religião devem recorrer para conseguir, de fato, essa aproximação.

Geralmente, acredita-se que o espiritismo nos coloca em um contato mais direto com seres do plano espiritual, já que eles, normalmente, não são aceitos pelo catolicismo ou protestantismo, por exemplo.

Entretanto, esses seres de luz não estão necessariamente ligados a uma religião. Eles estão próximos a nós e dispostos a nos ajudar bastando que, para isso, nos concentremos, meditemos e acreditemos. Se pararmos para reparar, entenderemos que o tempo todo eles tentam nos passar mensagens — mas é preciso ter espaço e paz dentro do coração para que seja possível recebê-las.

Como você pode ver, não estamos sozinhos no universo: o tempo todo, somos amparados por forças superiores que nos protegem e orientam. E você, está disposto a entrar em sintonia com o seu guia espiritual?

Se este post foi útil, aproveite a visita e veja também quais são os sinais de que o seu guia está tentando falar com você!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Rock Content

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.